quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

NÃO TRATE OS OUTROS COMO VOCÊ GOSTARIA DE SER TRATADO

Não, esse título não está errado, ele realmente começa com NÃO.

Para defender minha ideia, vou escrever sobre o que, em minha opinião, talvez seja uma das coisas que mais dificulte o relacionamento humano: a má comunicação.

Ao longo da vida, aprendemos a utilizar diferentes tipos de linguagem, mas não aprendemos a nos comunicar.

A fala e outros meios de linguagem são componentes importantes de um diálogo, mas, isolados, não garantem que alcancemos o que queremos ao interagir com os outros.

Se fosse assim, não conseguiríamos nos comunicar com animais, por exemplo.

A comunicação exige REFLEXÃO.

Exige que consideremos o queremos obter como resultado da nossa linguagem (seja qual for a forma utilizada) e, certos disso, expressemos de forma assertiva, simples e direta o que desejamos.

A comunicação exige o que, em Psicologia, é chamado de INTELIGÊNCIA EMOCIONAL.

Exige a “capacidade de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles”.

Muitas pessoas falam que se conhecem profundamente: sabem o que as agrada e irrita, sabem quais alimentos provocam reações indesejáveis no seu organismo, sabem como gostam de ser tratadas.

Ótimo para elas. O problema é quando esse autoconhecimento é transferido para os outros.

Como assim?

Uma pessoa que acorda todos os dias de mau humor tende a acreditar que é impossível que alguém prefira acordar cedo para fazer qualquer tipo de atividade.

Alguém que é excessivamente cordial pode pensar que é impossível que outra pessoa realmente queira saber se está bem ou não em uma roupa.

Muitas pessoas soltam frases no espaço na esperança de que outras pessoas possam “captar a mensagem” e fazer o que elas querem.

Às vezes dá certo, às vezes não.

É importante saber que nem sempre isso funciona com algumas pessoas.

Tem gente que precisa ouvir todas as letras quando sua ajuda é requisitada.

Precisa ouvir: eu preciso que você me ajude em tal situação.

Essas pessoas não costumam dar atenção a indiretas ou ironias. Ocupam o tempo com coisas mais importantes.

Tratar os outros como você gostaria de ser tratado muitas vezes mais atrapalha mais do que ajuda.

Nem todo mundo vai ficar chateado só porque você ficaria, nem vai se empolgar com o que te faz feliz.

Pense nisso e aprimore sua comunicação!

sexta-feira, 29 de julho de 2016

FRUSTRAÇÃO

Do que me acontece na vida,
Tem coisa que é fácil prever
A comida que me engorda
O atraso em viver

Até o imprevisível
Posso até adivinhar
O problema é quando insisto
Em confundir o esperar

Eu espero, da família,
Amor incondicional
E do amor do amado
Anseio o respeito total

Dos amigos, a coisa aperta
Desejo falar sem pensar
Espero que eles não pensem
Em pensar em me deixar

Mas o que mais dói em mim
É um tipo de ilusão
Uma ânsia de que os outros
Não decepcionarão

E assim levo minha vida
Como um gráfico radar
Cheia de expectativas
Que só fazem me frustrar