quarta-feira, 12 de outubro de 2011

CHORA MENINO BONITO

Chora menino bonito
Coloca pra fora o que um dia te impediu de sorrir
As palavras caladas pelo gosto da pimenta
A privação da beleza da música
Os carinhos que não foram destinados a ti

Chora menino bonito
Coloca pra fora o que um dia te impediu de sentir
A alegria do mar
As brincadeiras de ir
A liberdade de viajar

Chora menino bonito
Coloca pra fora o que um dia te impediu de olhar
A vida com os olhos de ver
A família sem comparar
A si mesmo, sob os olhos de quem esteve disposto a te amar

Chora
Esvazia
Chora de novo
Sorri
Aceita que o passado não tem intenção e nem como mudar
E que a sua vida é só começar

Dedico minha primeira poesia ao meu único amor VS...

Poesia registrada no Clube dos Compositores do Brasil sob o nº 25037202d180323h104736_m1
Todos os direitos de autoria reservados 

10 comentários:

Lucimara Fernandes disse...

Ká,
Linda a sua poesia!! Que esta seja a primeira de muitas! E como já te falei, repito: "é assim que nasce um poeta... mas não se esqueça, um poeta não morre jamais, pois ele vive eternamente através de sua obra".
Parabéns!
Beijos

Guedes disse...

Ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei!!!!!!

... aceita que o passado não tem intenção e nem como mudar...

PARABÉÉÉÉNS!!! Bjim...
pô continuah!

Anônimo disse...

ADOREI!!!! tenho certeza que esta será a primeira de muitas outras que virão!!!
Parabéns!!!!
Beijos,
Denise Borges.

Marli disse...

Parabéns Karina! Mesmo singelo, seu poema tem um "que" de desafio.
Continue firme nesta nova estrada!

Andréa Vales disse...

Kááááá...Adorei, parabéns!!!! Bjos

meyre lapido disse...

Muito boa!Parabéns!

victor disse...

Comentar o trabalho de um artista ? quem sou eu. Não tenho palavras para expressar o que tenho sentido com esse poema. Que alem de bem escrito retrata uma vida.
Beijos te amo

Alexandre Malosti disse...

karina... fiquei surpreso e feliz ao ver seu poema.... Demorei 40 anos para entender a poesia, sua finalidade e aplicabilidade. Sempre gostei de seus textos, sempre inteligentes e pontuais.... concretos... agora com o permitir através da poesia, estarão mais enriquecidos ainda. Gosto da poesia pois nos permite dizer "sem dizer".... conseguimos ler até nos espaços em branco... Expressar sentimentos ocultos sem ser óbvios.... Enfim uma LOUCURA. kkkk Beijos e parabéns....

André Bianc disse...

No calor da luta, as vezes não temos tempo para chorar, hoje, vendo o passado perdido nos retrovisores da alma....choro. Eu também já fui um menino bonito. Maldita seja a ferrugem do tempo, e bendito seja o bálsamo do tempo. Sua poesia é bela, muito bela. Parabéns.

Unknown disse...

Muito lindo esse poema, minha mãe até chorou.
Esta PIMENTA faz parte da nossa infância.
Adoramos.
Parabén Karina!!!
Antonio Angelo (irmão caçula)